VENCEDORES  DO  CONCURSO  LITERÁRIO
“MANUEL  MARIA  BARBOSA  DU  BOCAGE”

 

2016

Revelação - Maria Matilde Teixeira de Queiróz Seabra Real, "Maria Aurora"

Poesia - Luís Aguiar, "Quantas madrugadas precisamos para fermentar um pão?"

 

2015

Revelação - João Diogo Pereira Barreira, "Pentapétalo"

Poesia - João Carlos Costa  da Cruz, "Na luz das janelas pestanejam as sombras"

Ensaio - António Alberto Sancho Trabulo, "Bocage no Oriente"

    

2014

Revelação - Manuel Vaz Marques, "Sem Título"
Poesia - Rui Curado, "Pequeno livro de elegias"
Conto - Mariana Algarvia, "Eu e tu nesta cama"                                                                                                                                    

2013

Poesia - Paulo Jorge Coelho Carreira, "De Corpo para Corpo".                                          

Revelação - (Não atribuído)    

2012
Revelação – Vânia Rebola Pimenta, "Princesa da Gama".
Poesia – António José Barradas Barroso, "A Bocage (Sonetos)". 
Conto –
 Maria de Fátima Clemente Bica, "O dia em que Augusta morreu e depois merendou com as amigas".

2011
Revelação - Catarina Alexandra Duarte Almeida, "Epílogo"
Poesia - João Baptista Coelho, " Dois Poemas Esquecidos"
Ensaio - Manuel Branco de Matos, "Apólogos ou Fábulas Morais"

2010
Revelação – Emma Carreira, “A Lenda de Pedro Roberto”
Poesia – Xavier Zarco, “Dizer do Pó”
Conto – Mário João Alves Afonso, “Afonso Cabrita, Meu Tio, Ensaísta, Toureiro e Melancólico”

2009
Revelação – Mário João Rosas Rebelo Correia, “A Insónia”
Poesia – Amadeu da Silva Baptista, “Atlas das Circunstâncias”

2008
Revelação – Inês Pinto Seixas, “Fotografia”
Poesia – Luísa Maria Venturini Casimiro, “Desnortes do Manuel Maria”
Ensaio – Quirino da Glória Simões, “Como Bocage se Tornou Oficial de Marinha”

2007
Revelação – Sara F. Costa, “Nas entranhas do mar”
Poesia – Fernando Paulino, “Livro das alegrias”
Ensaio – Não atribuído

2006
Revelação – Nelson Ngungu Rossano, “Jipange Eme Ngiza”
Poesia – José Luís Sagart, “A Gruta dos Sátiros”
Ensaio – Jorge Morais, “Irmão Lucrécio: Um Maçon chamado Bocage”

2005
Revelação – Isabel Coelho dos Santos, “Enquanto no Corpo”
Poesia – Xavier Zarco (Pedro Manuel Martins Baptista), “O Fogo a Cinza”
Ensaio – Robson Tadeu Rodrigues Pereira, “Bocage: Um     Vendaval que se Soltou”

2004
Revelação – Sara Costa, “Rasgos”
Poesia – Jorge Reis-Sá, “Por Ser Preciso”
Ensaio – Êrika A. Furtwaengler, “Bocage: Personalidade e Personagem nas Letras Portuguesas”

2003
Revelação – Ivo Coentro Morais, “Com Gaivotas no Olhar”
Poesia – João Carlos Pereira, “À Flor do Tempo”
Ensaio – Não atribuído

2002
Revelação – Sónia Aguiar, “A Respiração do Pão”
Poesia – Nelson Quintino, “A Beleza da Terra”
Ensaio – Artur Vaz, “Bocage – Elmano Sadino”

2001
Juvenil – Ana Marlise Aguiar, “Se... (poemas ao sabor do crescimento)”
Regional – Fernando Paulino, “Seara de Palavras”
Nacional – Fernando Fabião, “Mapas Rudimentares”

2000
Juvenil – Não atribuído
Regional – Fernando Paulino, “Nas Margens do Azul”
Comunidade Luso-Brasileira – Fernando Fabião, “A Gramática do Olhar”

1999
Juvenil – Ivo Morais, “Na Margem dos Versos”
Regional – Fernando Paulino, “A Luz e a Rosa”
Nacional – Fernando Fabião, “Nascente da Sede”